"Testemunhar e anunciar a mensagem cristã, conformando-se com Jesus Cristo"

Páginas

sábado, 22 de novembro de 2014

Hoje é Dia de Santa Cecília


  Segundo a Passio Sanctae Caeciliae, Santa Cecília pertencia à mais antiga nobreza romana. A seu respeito diz a Liturgia das Horas: "O culto de Santa Cecília, em honra da qual no século quinto foi construída em Roma uma basílica, difundiu-se por causa de sua Paixão (descrição de seu martírio). Nela, Santa Cecília é exaltada como o modelo mais perfeito de mulher cristã, que por amor a Cristo professou a virgindade e sofreu o martírio. Segundo esta Paixão, ela havia-se consagrado a Deus.

Como entender o "Pai Nosso"?


  Perguntamos: como é que Deus é Pai? E quais são nossas obrigações para com Ele devido à sua paternidade? Chamamo-lo Pai, por causa do modo especial com que nos criou. Criou-nos à sua imagem e semelhança, imagem e semelhanças estas, que não imprimiu em nenhuma outra criatura inferior ao homem. Não é ele teu Pai, teu Criador que te estabeleceu? (Dt 32, 6).

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Hoje é Dia da Apresentação de Nossa Senhora no Templo


  A memória da apresentação da Bem-aventurada Virgem Maria tem importância, não só porque nela é comemorado um dos mistérios da vida daquela que Deus escolheu como Mãe do seu Filho e como Mãe da Igreja, nem só porque nesta apresentação de Maria lembra-se a apresentação de Cristo (ou, melhor, de todos os cristãos) ao Pai celeste , mas também porque ela constitui um gesto concreto de ecumenismo, de diálogo com os nossos irmãos do Oriente.

Como tornar nossa oração pura e sincera? Responde João Cassiano


  Depois de ler a obra “Sobre a Oração”, de João Cassiano, dentro de suas Colações IX e X, fiz alguns apontamentos sobre os aspectos principais expostos no texto. Na primeira Colação, isto é, na primeira meditação dirigida pelo Abade Isaac, podemos entender melhor qual deve ser a “qualidade” da oração. Logo depois ele expõe sobre o como podemos melhorar essa oração e, por fim, como fazer esta alma elevar-se para a oração.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Papa Francisco à FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura)


Senhor Presidente, 
Senhoras e Senhores,
Com sentimento de respeito e apreço, apresento-me hoje aqui, na Segunda Conferência Internacional sobre Nutrição. Agradeço-lhe, senhor Presidente, a calorosa acolhida e as palavras de boas-vindas que me dirigiu. Saúdo cordialmente o Diretor-Geral da FAO, o Prof. José Graziano da Silva, e a Diretora-Geral da OMS, a Dra. Margaret Chan, e alegra-me a sua decisão de reunir nesta Conferência representantes de Estados, instituições internacionais, organizações da sociedade civil, do mundo da agricultura e do setor privado, com a finalidade de estudar juntos as formas de intervenção para garantir a nutrição, assim como as mudanças necessárias que devem ser acrescentadas às estratégias atuais. A total unidade de propósitos e de obras, mas, sobretudo, o espírito de fraternidade, podem ser decisivos para soluções adequadas. A Igreja, como vocês sabem, sempre procura estar atenta e solícita em relação a tudo o que se refere ao bem-estar espiritual e material das pessoas, primeiramente das que vivem marginalizadas e estão excluídas, para que sua segurança e dignidade sejam garantidas.

Quais os sinais do fim do mundo?


  Embora a Sagrada Escritura não revele a data exata da Vinda de Cristo, ela revela uma série de sinais, através dos quais é possível julgar a respeito da proximidade relativa a esse dia. O Senhor Jesus Cristo concluindo Seu sermão a respeito do fim do mundo disse: "Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta" (Mt 24,32-34), ou seja, os acontecimentos por si mesmos lhes mostrarão o quanto está próximo o fim do mundo. Nos sermões de Cristo e nos preceitos dos Apóstolos, nós encontramos os seguintes "sinais" da aproximação da Segunda Vinda de Cristo:

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Igreja anglicana aprova a ordenação de "Bispas"


  Com uma votação de braços levantados, a Igreja da Inglaterra dá luz verde às mulheres “bispas”. O Sínodo geral, reunido na Church House de Westminster, deu a sua aprovação formal à legislação - já aprovada pelo Parlamento em outubro - que permite as primeiras ordenações a partir do próximo ano.